Sábado

Às vezes sinto que o verbo da ação do tempo é utilizado equivocadamente: não é o passar do tempo e sim o pesar. Pesa sobre nós o tempo exigindo maturidade, crescimento e tantas outras abstrações convencionadas por quem se arvora do direito de exigir a nossa conduta.Triste condição do homem que cria deuses sob a sombra da culpa que a humildade impõe. Devemos ser humildes, devemos ser tantas coisas. Até o sonho da liberdade é imposto a nós. Sonhar é a única liberdade. O sonho é a única liberdade sem julgamentos. Triste de quem teme o sonho apegando-se a realidade. 

A automatização destrói o que há de humano em mim.

Anúncios

Um comentário sobre “Sábado

  1. Bravíssimo! O tempo perdido (de vida, porque todo nosso tempo é de vida, o que torna a coisa ainda mais trágica) é o nosso Santo Graal particular.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s